Resenha: Três Coisas Sobre Você, de Julie Buxbaum

“Tenho observado você no colégio. Não de modo doentio, mas agora me pergunto: será que o simples fato de eu ter usado a palavra ‘doentio’, por definição, me torna doentio? De qualquer forma, acontece que… Você me intriga.”

Eis três coisas sobre mim:

    1. Me apego demais às pessoas que eu gosto;
    1. Amo conversar;
  1. Sonho viajar pelo mundo.

Parece pouca coisa para se conhecer alguém? E se essas três coisas forem compartilhadas todos os dias por duas pessoas que mal se conhecem

Durante uma maratona na qual participei ano passado, recebi de cortesia esse livro lindo chamado “Três Coisas Sobre Você ” (título original: “Tell Me Three Things“), escrito pela autora Julie Buxbaum e traduzido por Ivanir Alves Calado, publicado pela Editora Arqueiro (2016, 288 páginas), eleito um dos melhores livros do ano de sua publicação pela Amazon.

três coisas sobre você livro arqueiro.png

Ele conta a história de Jessie, uma menina que teve sua vida virada de cabeça para baixo após a morte da mãe, que era seu porto seguro. Ela, filha única, vê seu pai se envolver com uma outra mulher (que ele conheceu pela internet) e logo os dois se mudam para a casa dela, na Califórnia. Agora, Jessie tem que lidar com o pai ausente, a madrasta com a qual ela não se sente nada confortável, o filho dela (que aparentemente a detesta), uma nova cidade onde tudo é estranho e, ainda por cima, começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde ela não conhece ninguém.

Perdida na selva que é a escola, uma semana depois de começar a frequentar o lugar, Jessie recebe um e-mail anônimo em sua caixa de entrada, assinado com o bizarro nome Alguém Ninguém. AN se oferece para ser uma espécie de “guia espiritual virtual”, para ajudá-la a se adaptar a rotina do colégio e se orientar pelo local, saber o que evitar e o que fazer para conquistar amigos e se sentir menos deslocada. Parece chocante? Sim! Só que, no momento atual em que Jessie se encontra, qualquer ajuda serve – mesmo que ela nem saiba de onde essa ajuda vem.

“Eu fico com vontade de saber o que se passa nessa sua cabeça. Vou ser sincero: não costumo me interessar pelo que há na cabeça dos outros. A minha já dá trabalho suficiente.”

O que achei:

Vou começar dizendo: gente, que livro fofo! Ele me fisgou desde o primeiro e-mail recebido até as últimas linhas!Antes de mais nada, o livro me agradou pela simplicidade. Jessie me lembrou muito de mim mesma, se sentindo deslocada e perdida em um local nada acolhedor, tentando lidar com isso da pior melhor forma possível.

Soma-se a esse cenário todos os problemas pessoais que ela está enfrentando, de ter que lidar uma realidade nova, a dor pela ausência da mãe e o afastamento de tudo aquilo que a fazia se sentir segura. Logo, mesmo relutante, ela resolve confiar em Alguém Ninguém e contar com sua “ajuda” para sobreviver a escola de ricos e mimados na qual ela vai parar.

Amo relações virtuais, então esse foi outro ponto que chamou minha atenção logo na sinopse. E os e-mails e mensagens trocadas pelos dois não poderiam ter me agradado mais.

Simples, divertidas, sarcásticas e com aquela ternura e cumplicidade carregada de um pouquinho de deboche, é fácil torcer para que eles se encontrem logo, mesmo sem sabermos quem é esse “alguém”. Por meio das três coisas compartilhadas entre eles a cada e-mail, a intimidade e a amizade vai se formando, até se tornar um novo porto-seguro. AN pode ser alguém legal da escola, mas também há uma grande possibilidade de ser alguém que esteja se divertindo fazendo Jessie de boba.

“(…) Eu me sinto muito mais confortável escrevendo do que dizendo as coisas. Eu gostaria de poder viver a vida inteira no papel.”

Quem será AN? Theo, o filho da madrasta de Jessie, tentando ajudá-la a sobreviver? Ou sua nova amiga, Dri? Talvez Caleb, o menino que está com o celular nas mãos SEMPRE que ela recebe uma mensagem de AN? Ethan, o estranho com a camisa do Batman que vive lendo no banquinho da escola? Gem, a loira perfeita que hostiliza Jessie e aparentemente não suporta estar no mesmo lugar que ela? Liam, o gatinho que é guitarrista da banda mais popular da escola – e com quem ela estranhamente tem uma ótima relação?

São várias as opções e, virando as páginas, nós partimos ansiosos junto com a Jessie em busca dessa resposta. Mas o livro não se resume apenas a esse relacionamento virtual, não. Ouso dizer que esse é, inclusive, um assunto coadjuvante.

Antes de mais nada, “Três Coisas Sobre Você” fala sobre família, perda e luto, além das formas de se lidar com isso quando a vida muda de uma hora para a outra depois de se perder alguém que constituía o alicerce de uma família. No caso de Jessie, ela perdeu a mãe, e agora se vê forçada a lidar com uma nova realidade onde seu pai é casado com outra mulher que ela nem conhece. Ela se vê jogada em uma nova vida, nova cidade, nova escola, nova casa, tudo totalmente diferente da realidade que ela conhecia: totalmente desesperador.

“(…) De quem eu gosto? Quem é essa pessoa? Não é mentira. Gosto das palavras dele. Passo o dia ansiosa para escrever para ele, ouvir suas ideias sobre as coisas.”

Assim, assuntos delicados como relações familiares, bullying, homossexualidade, amizade, descoberta de si mesmo, respeito ao próximo, dentre outros, surgem aqui e ali, pontuando a trama com situações gostosas de acompanhar e pensar a respeito. Vale ressaltar que, apesar de eu ter gostado muito do livro e do tema abordado, preciso lembrar que o relacionamento virtual, aqui, é totalmente romantizado, então fica o alerta para não fazer isso em casa! É perigoso SIM repassar informações para alguém que você não conhece. Há um momento em que Jessie conta para AN até o local onde ela trabalha, atitude totalmente condenável na vida real. Vamos lembrar sempre que ficção é ficção e, por mais que seja lindo nas páginas dos livros, no nosso mundinho as coisas não funcionam assim.

“(…) gosto de música, livros e videogames mais do que de pessoas. elas me deixam sem jeito.”

Feitos os esclarecimentos, só tenho a dizer que amei o trabalho da autora, mergulhei de cabeça na história e me apaixonei por seus personagens com características tão distintas e personalidades tão bem trabalhadas! Ethan e Liam são lindos, queridos e já viraram crushs literários! ❤ O livro é YA, logo trata-se de uma temática adolescente, então não espere atitudes totalmente maduras dos personagens (eles estão na escola e fazem coisas babacas). Assim, você não espera demais e não julga o comportamento deles, aproveitando mais a leitura.

“Mas às vezes um beijo não é um beijo não é um beijo. Às vezes é poesia.”

Sobre a edição, não podia ser mais linda! Amei o tom pink da capa, que é soft touch sem aplicação de verniz: simples e bela! As páginas são amareladas e a fonte de um tamanho bom, mudando de estilo quando lidamos com SMS ou e-mails trocados pelos personagens. Finalizo dizendo que amei e recomendo pra quem adora um drama adolescente com romance fofinho!

NOTA: 4

Agora eu quero saber: me digam três coisas sobre vocês! 🙂

Beijos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Anúncios

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s