Resenha: Quando a Bela Domou a Fera, de Eloisa James

“Ela é como minha outra metade – disse Piers raivosamente, mantendo a cabeça abaixada. – Minha outra maldita metade, como uma espécie de piada que Platão inventou. Como algo que eu nunca quis e, então, lá estava ela.”

Oi, oi, gente!

Romance de época é um dos meus gêneros literários preferidos, então, em uma ressaca literária no início do ano, acabei escolhendo minha décima leitura do ano: “Quando a Bela Domou a Fera”, da autora Eloisa James, traduzido por Thalita Uba e publicado pela Editora Arqueiro (2017, 320 páginas).

quando a bela domou a fera eloisa james livro.png

Esse livro faz parte de uma série de histórias independentes escritas pela autora baseadas em famosos contos de fadas, composta por cinco livros (quatro deles já publicados no Brasil). Como o título já entrega, neste volume temos uma releitura de “A Bela e a Fera“.

Aqui, conhecemos Piers Yelverton, o conde de Marchant. Ele é médico e meio que acaba transformando seu castelo, no País de Gales, em um hospital, atendendo os necessitados da região e ensinando outros jovens a seguirem sua vocação para curar os outros. Porém, apesar de exercer uma atividade tão nobre, o conde é conhecido como a Fera, pois seu temperamento genioso, mal humorado e rude acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet, nossa Bela, não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme, inteligência e inegável beleza já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Porém, após um mal entendido constrangedor, ela vê seu nome envolvido em um escândalo da realeza. Para sair dessa, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas – afinal, ninguém resiste aos seus charmes.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

“Você não quer admitir que me ama porque isso significa que você teria que assumir a responsabilidade por ser infeliz, ou, nesse caso, por não ser infeliz.”

O que achei:

Preciso começar dizendo que as críticas que já havia lido desse livro estavam super positivas. Embora eu leia bastante esse gênero, ainda não conhecia Eloisa e estava empolgada para meu primeiro contato com a autora.

Antes de mais nada, sem dúvida é a autora do gênero mais explícita e diferente que já li, o que me causou um certo choque e estranheza no início do livro. A nossa mocinha, bastante independente, não tem papas na língua e não se comporta de forma alguma como as damas da época que encontramos em outros livros, inclusive comparada com outras tantas que são “a frente do seu tempo”.

Ela é mais direta em suas colocações, atrevida em seu comportamento, ousada em sua forma de vestir e não possui filtro nem discrição para lidar com as pessoas. Quem está acostumado a ler outros romances de época sem dúvida vai sentir essas diferenças nada sutis no enredo. Fiquei de boca aberta nos diálogos que ela tem com seu próprio pai, rs.

Piers também é rude ao extremo e as palavras ofensivas que ele profere me deixaram desconcertada. A linguagem chula usada em alguns momentos, combinadas com tantos palavrões não me agradou. Além disso, o sexo entre os personagens é mais explícito, bem diferente dos outros livros que já li, e a mocinha não tem receio algum de ter sua reputação comprometida.

Nossa Fera não demonstra qualquer cuidado com Linnet até determinado momento do livro, e em outras ocasiões a forma como ele a trata chega a ser ofensiva. Por isso, demorei bastante para torcer pelo casal, embora eles protagonizem cenas bem sentimentais e românticas a medida que o enredo evolui, como o fato de Linnet não sentir desprezo pela deficiência de Piers e quando ele a ensina a nadar.

A autora inspirou Piers no icônico Dr. House, da série House. Embora eu não tenha assistido a série completa, o pavio curto e o deboche dos personagens são bem semelhantes. Linnet faz o estilo de personagem birrenta, insistente e tem atitudes  muito infantis, mas no fim das contas o casal não me desagradou por completo. Existem também vários personagens coadjuvantes que são muito divertidos e roubam a cena algumas vezes, como os amigos de Piers e os pais de Linnet.

Como falei acima, a série possui cinco livros. Além de “Quando a Bela Domou a Fera”, temos “Um Beijo à Meia-Noite“, inspirado na história da Cinderela; “A Duquesa Feia“, inspirado na história de O Patinho Feio; “Um Beijo à Meia-Noite“, inspirado na história da Cinderela; “A Torre do Amor“, inspirado na história da Rapunzel e “Esse Duque é Meu“, inspirado na história da Princesa e a Ervilha (ainda não lançado).

contos de fadas eloisa james

Em resumo, não era só a Fera que precisava ser dominada, mas ambos. Embora o livro não tenha me marcado tanto, ele entrou no roll de favoritos de muitos leitores, então recomendo de qualquer forma, principalmente para os amantes do gênero. Espero em breve ler os outros títulos!

NOTA: 3

Beijos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Anúncios

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s