Resenha: À Primeira Vista, de Nicholas Sparks

“Apesar de continuar sem escrever, a vida vinha sendo boa para Jeremy. Às vezes ainda pensava nas atribulações pelas quais ele e Lexie haviam passado antes do casamento, mas sabia que haviam emergido mais forte como casal. Agora, quando olhava para Lexie, sabia que jamais gostara tanto de alguém. O que ele não sabia era que os dias mais penosos ainda estavam por vir.”

Olá, pessoal!

À Primeira Vista“, traduzido por Simone Reisner e publicado pela Editora Arqueiro (2012, 256 páginas), é o segundo livro do Nicholas Sparks que leio. O primeiro foi “Um Amor Para Recordar“, que li quando adolescente e mais duas vezes depois, e que ainda não resenhei aqui no blog, rs.

capa 16x23 aberta.indd

Nesse livro, conhecemos Jeremy, um jornalista que mora em Nova York e escreve artigos sobre casos sobrenaturais para a revista Scientific American. Certa vez, ele é chamado para investigar umas luzes estranhas que aparecem em um cemitério na cidadezinha de Boone Creek. Lá, ele conhece Lexie, uma bela bibliotecária, e eles se apaixonam à primeira vista. Apenas seis meses depois de começarem a se relacionar, Jeremy pede Lexie em casamento. Então, a vida deles muda completamente: Jeremy decide morar com Lexie em Boone Creek, os dois compram uma casa nova e, ainda por cima, Lexie está grávida.

Embora os parentes do casal torçam para que a vida deles dê certo, outras pessoas não estão tão felizes assim. É o caso do melhor amigo de Jeremy, Alvin, que acha que ele está cometendo um erro ao se casar com uma moça que mal conhece. Isso sem contar com o amigo de Lexie, Rodney, que sempre foi apaixonado por ela, e a amiga de Lexie, Rachel, que namora com Rodney, mas vive em pé de guerra com ele por achar que ele ainda guarda sentimentos por Lexie. Além disso, Jeremy passa por um terrível momento de bloqueio mental, onde não consegue escrever nenhum artigo novo. Como se não bastasse, ele começa a receber e-mails misteriosos que o fazem questionar se ele de fato é o pai do bebê de sua futura esposa.

“Pegou a mão dele e beijou os seus dedos.

– Eu amo você, sabia?

– É – disse ele -, eu sei.

– Você não me ama?

– Eu amo você mais do que há peixes no oceano e mais alto do que a Lua.”

O que achei:

O livro inicia com um Jeremy de 42 anos que começa a relembrar um passado não tão distante. A partir daí, somos direcionados para 5 anos atrás, no ano 2000, no momento em que Jeremy se prepara para a grande mudança. Este livro, na verdade, é uma continuação de “O Milagre” e faz parte de uma duologia intitulada “Jeremy Marsh & Lexie Darnell“.

Eu realmente não sabia, mas não ter lido o primeiro volume não fez tanta diferença assim (parece uma história completamente independente de outro livro), exceto pelo fato de que o primeiro livro deve conter fatos sobre o relacionamento de Lexie e Jeremy que não são tão aparentes no segundo livro e que deixam um pouquinho a desejar, como o momento em que eles se conheceram e como de fato aconteceu o amor à primeira vista do qual o livro tanto fala.

o milagre nova capa.jpg

Muita gente o classifica como extremamente emocionante, daqueles para ler com uma caixa de lenços ao lado, no maior estilo “estou na fossa”. Mas confesso que, até o meio do livro, não estava convencida. Porém, chega um ponto da história que tudo muda drasticamente e é arrebatador. Confesso que minha vista ficou embaçada muitas vezes, até chegar ao final.

Apesar de tudo isso, o livro não me agradou por inteiro. Parece que se tratam de duas histórias completamente diferentes. Do início ao meio do livro, a presença dos personagens coadjuvantes é até interessante. Eles, apesar de não tão aprofundados, conseguem ser parte importante da trama, porque são os responsáveis por chacoalhar a vida do casal protagonista. A todo momento eu esperava que eles fossem ter uma participação bem mais intensa, até que, do meio para o fim, a presença da maioria deles é praticamente extinta. Então, as atenções se focam apenas em Jeremy e Lexie.

Não que seja ruim, porque não é. Foi a parte do livro que mais me prendeu. Porém, é como se toda a introdução não tivesse qualquer conexão com os acontecimentos do final do livro. Embora o desfecho seja lindo (e realmente é, sem exageros), houveram muitas coisas sem explicação. Alguns personagens, inclusive, poderiam ter sido excluídos do enredo e não faria diferença alguma.

Acho que o que faltou a Sparks, aqui, foi desenvolver melhor a história, que tinha muito mais potencial. Fiquei com a sensação de que faltava algo mais quando o livro terminou. Ainda assim, a leitura é válida. A escrita é leve e simples. Cheguei até a rir algumas vezes.

A metade mais intensa do livro faz parte daquele tipo de leitura que te faz questionar milhares de coisas. Me imaginei muitas vezes no lugar dos personagens, tentando mensurar a angústia que sentiam e como eu reagiria em momentos assim… A capa do livro faz um questionamento bem interessante: “será que de fato é possível amar alguém à primeira vista?”.

Bom, se depender do exemplo do Jeremy e da Lexie, eu acredito que sim!

NOTA: 2

A Arqueiro começou a relançar os livros do autor com um padrão de capas diferente, que acompanham suas publicações mais recentes. A edição com a nova capa foi lançada em 2016 e, na minha opinião, está belíssima e bem mais atrativa que a primeira que li, no início do post.

a primeira vista nicholas sparks nova capa.jpg

Qual livro do Nicholas Sparks é o preferido de vocês?

Beijos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Anúncios

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s