Resenha: Próxima Parada, de Juliana S. Catalão; Marcele Cambeses (org.)

“Eles nunca haviam sido melhores amigos, mas cresceram juntos, e sempre andaram com o mesmo grupo de pessoas. Costumavam ter uma enorme consideração um pelo outro, mesmo depois de mais velhos, quando trocaram escaladas de árvore e guerras de lama no parque por festas e bebidas e cantorias desafinadas a plenos pulmões no meio da madrugada. Esse é o tipo de coisa que une as pessoas.”

Oi, oi, gente!

Quando a Duplo Sentido Editorial, há 2 anos atrás, entrou no mercado, “Próxima Parada” (2016, 77 páginas), um livro de contos organizado por Juliana S. Catalão e Marcele Cambesesfoi o primeiro livro publicado pela Editora e disponibilizado gratuitamente em formato e-book. Me apaixonei pela capa lindinha e pela proposta, então resolvi começá-lo pra ver se conseguiria ir em frente (uma vez que não costumo ler muitas antologias) – e consegui, YAY!

capa próxima parada livro.jpg

Os contos são de autoria de Bruna Fontes, Júlia Braga, Marcele Cambeses, Mel Geve, Tamara Soares, Thati Machado e Vanessa S. MarineTratam-se de histórias, em sua maioria de amor entre jovens, que acontecem em um lugar comum: os coletivos.

Essas autoras nacionais contam, separadamente, a história de sete jovens que embarcam em uma viagem que, de alguma forma, vai acabar mudando a vida deles, naqueles momentos onde a rotina é quebrada por um acontecimento incrível que a gente nem estava esperando!

Quem diria que os ônibus podem abrigar histórias de decisões importantes sendo tomadas, paixões platônicas surgindo ou aquela sensação de você se imaginar num filme olhando através da janela?

“(…) a que mais me chamou a atenção, desde o primeiro instante, é como os seus olhos falam. Ela nem precisa abrir a boca. Só pelo olhar você já obtém suas respostas, risadas, perguntas, dúvidas… É tudo tão claro e cativante (…).”

O que achei:

Impossível falar muito sobre o livro, pois, por ser bem curtinho, posso dar spoilers desnecessários. Mas, à primeira vista, o que me agradou bastante foi a qualidade da escrita das autoras e a revisão do trabalho, que estão INCRÍVEIS!

Sou dessas que é motivada pelo bom uso do português/pontuação e adepta dos livros sem erros de digitação, embora eles não me desmotivem a continuar lendo um livro. Mas, quando você pega um trabalho assim, impecável, dá gosto de ler e fica muito difícil não se entregar!

As autoras escrevem muito bem e, em poucos parágrafos, conseguem nos entreter na vida daqueles personagens de uma forma que, quando cada conto acaba, você se vê pedindo mais deles.

“Parei de sorrir e comecei a olhar através da janela do ônibus, tentando me imaginar num filme em que as coisas dão certo para mim (ao contrário da minha vida real).”

Muitos tem uma escrita mais cômica e dei boas risadinhas com eles, mas outros tendem para um lado mais dramático e aí reside outro ponto positivo da antologia: dois desses contos possuem protagonistas do universo LGBTQ+, sendo um deles homossexual e o outro transsexual. Foi uma experiência interessante lê-los e vivenciar a dificuldade que é viver num mundo de preconceitos.

O livro possui sete contos, sendo eles “Idas e Vindas“, “Sete Minutos“, “Transbordante“, “Querer é Poder“, “Espelho“, “Juntos” e “Os Cinco Estágios“. “Espelho” foi o meu preferido, pois o relacionamento dos personagens (não necessariamente amoroso) surge por conta de um livro do Harry Potter. Já “Os Cinco Estágios”, para mim, foi o mais cansativo, embora não seja ruim, pois ele é bem mais longo que os outros contos e tem uma carga emocional um pouco maior.

“‘Quem tem razão não precisa se exaltar; a coerência fala por si só.'”

Todos eles, no entanto, compartilham de diálogos singelos e bem estruturados, personagens cativantes e situações inusitadas que a gente vive, mas não presta atenção o suficiente pra transformar aquilo em algo memorável, sabe? É possível se enxergar ali, em pelo menos uma das situações ou pessoas em algum estágio da nossa vida.

Talvez minhas únicas ressalvas tenham sido os pensamentos um pouco mais românticos dos personagens. E, talvez por não estar acostumada com livros de contos, gostaria de sentir um pouco mais de profundidade em cada história. Mas são opiniões pessoais que em nada interferem na qualidade do livro. De resto, só tenho a elogiar o belo trabalho inicial da Editora e tenho certeza de que não vou ter ressalvas para continuar acompanhando o trabalho da equipe! ❤

“Se cada pessoa é uma poesia, Maristela é o meu poema favorito. E eu nem gosto de poesia.”

Quem ficou interessado pode baixar o livro gratuitamente nesse link AQUI. Ele está disponível nos formatos PDF, ePUB e MOBI! 😉

NOTA: 3

Vocês já conheciam? Que acharam do livro?

Beijos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Anúncios

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s