Sessão Pipoca #3

Oi, oi, gente!

Como vocês estão?

Estou adorando falar sobre filmes com vocês! Aqui estão mais quatro assistidos em 2019!

  • Nada a Esconder (2018)

Nada a Esconder filme

Sinopse: Durante um jantar, casais de amigos decidem brincar de um jogo: todos devem colocar seu celular no meio da mesa e cada SMS, telefone, correio, mensagem de Facebook, etc. devem ser compartilhados com os outros. Não demorará muito para que este “jogo” se torne um pesadelo.

O que achei: Esse é um filme francês muito interessante. Você teria coragem de compartilhar tudo que acontece na sua vida com seu(sua) parceiro(a) e seus amigos? É uma crítica bem interessante à nossa sociedade, onde estamos cada vez mais dependentes da tecnologia, inclusive usando-a para fins escusos, como a traição. O mais legal é que nenhum personagem é o que parece e, a medida que o filme avança, vamos nos surpreendendo a cada revelação, onde a hipocrisia reina. O plot twist, ao meu ver, foi perfeito, e retrata exatamente a vida como ela é. Descobri, pesquisando, que é o remake de um longa italiano, mas não assisti ao original. Recomendo pra quem gosta de uma boa mistura de comédia, drama e romance.

Onde assisti: Netflix

  • Megarrromântico (2019)

Megarrromântico filme.jpg

Sinopse: Natalie (Rebel Wilson) é uma jovem arquiteta que se empenha para ser reconhecida por seu trabalho. Ela que sempre foi uma cética quanto ao amor, tem um encontro conturbado que termina com ela sendo assaltada e deixada inconsciente. Quando acorda, a moça vê que misteriosamente foi parar em um filme de comédia romântica.

O que achei: Muuuita gente não gostou desse filme e confesso que assisti sem muitas pretensões, mas acabei me divertindo bastante. É um filme bem bobo e, como toda comédia romântica americana, tem muitas cenas de trapalhadas bem exageradas, mas curti às críticas ao clichês dos filmes do gênero. Sempre acho a atuação da Rebel meio mecânica e estranha – pra mim, todo personagem que ela faz é igual -, mas até que curti ela como Natalie. Acreditam que o final me fez chorar? Pois é, eu podia estar na TPM, nunca saberemos, rs! Ah, pra quem gosta de moda, os looks estão maravilhosos!

Onde assisti: Netflix

  • Estrada Sem Lei (2019)

Estrada sem lei filme.jpg

Sinopse: Dois ex-policiais durões, Maney Gault (Kevin Costner) e Frank Hamer (Woody Harrelson), são encarregados de localizar e matar os famosos criminosos Bonnie e Clyde nesse drama policial baseado em fatos reais.

O que achei: Quem nunca ouviu falar de Bonnie e Clyde? Existem inúmeros filmes e séries contando a história dos dois, que é verídica, porém a gente quase não vê “o outro lado”. E é sobre isso que o filme trata. Dessa vez, temos a visão dos Texas Rangers Gault e Hamer durante a tentativa de deter o casal, que matava policiais sem qualquer tipo de remorso, e é aí que reside a novidade do filme. A dupla principal de atores tem uma química muito boa e funcionaram muito bem juntos. Todo o resto do filme, com relação às questões técnicas, é maravilhosa. Porém existem alguns momentos no roteio que deixaram o filme meio monótono. Ainda assim, vale muito a pena! E uma observação pessoal: é incrível como, mesmo naquele tempo, os bandidos tinham mais a simpatia do povo do que os agentes da lei e da justiça. Muitos se revoltaram com o fechamento da história e até mesmo ajudavam a acobertar o casal. Qualquer semelhança com nossa realidade não é mera coincidência. No final do filme, temos várias fotos e filmagens reais da época. Mais que recomendado!

Onde assisti: Netflix

  • Nossas Noites (2017)

our-souls-kerry-brown

Sinopse: Addie (Jane Fonda), uma viúva solitária, tenta se conectar com seu vizinho de décadas, Louis (Robert Redford), após ele também perder a esposa. Os dois moraram lado a lado por anos e quase não se conheceram – agora, na velhice, começam a estabelecer uma conexão e descobrir uma química perfeita.

O que achei: Já falei sobre esse filme aqui, na resenha do livro de mesmo nome, “Nossas Noites“. A adaptação, na minha opinião, ficou maravilhosa em seus pequenos detalhes. Algumas falas são idênticas às do livro, como a que inicia essa postagem, bem como pequenos atos dos personagens, como Louis levar seu pijaminha para a casa de Addie em uma sacola de papel, rs. Reconhecer esses detalhes na tela é de deixar o coração quentinho! Talvez tenha faltado um pouco mais de emoção e naturalidade na atuação dos dois protagonistas. Tem algumas diferenças sutis no enredo mas, no geral, está tudo lá. O final do filme é sem dúvida menos agridoce que o do livro, porém não deixa de ser igualmente emocionante.

Onde assisti: Netflix

E aí, vocês já viram algum desses filmes?

Comentem aqui e me indiquem filmes também que vou amar ver e dividir minha opinião com vocês! Ah, eu sempre falo sobre meus assistidos no Filmow!

Um grande beijo a todos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Facebook – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

2 thoughts

    1. Aim, veja sim, me diga que eu não tô doida por ter gostado, KKK! Uma amiga minha viu e ODIOU, mas eu me diverti tanto que fiquei até com vergonha 😀
      Esse segundo é ótimo, muito interessante pra analisar. Se gosta de histórias reais e policiais, vai curtir sim!
      Bjos e mto obrigada pela visita! ❤

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s