Resenha: O Diamante do Sr. Cavell, de Kathleen McGurl

“Minha mãe sempre me disse que a vida não era tão simples quando se crescia. Agora sei o que ela queria dizer.”

Oi, oi, gente!

Como estão as leituras nesse início de mês?

Essa semana, no último dia de julho, tive o prazer de terminar minha 26ª leitura do ano e fiquei muito apaixonada. Estou falando de “O Diamante do Sr. Cavell“, romance histórico da autora Kathleen McGurl, publicado pela parceira Editora Leabhar Books (2019, 219 páginas).

CAPA LIVRO O DIAMANTE DO SR CAVELL 2

A história se passa, inicialmente, em 1829. Conhecemos, então, o belo e bem-sucedido Sr. Henry Cavell, que acaba de retornar para a Inglaterra depois de servir ao exército na Índia. Apesar de nobre e muito rico, ele é um homem simples e apaixonado pela calmaria. Por isso, se instala na cidade de Worthing, em frente ao mar. Durante sua viagem, ele ganhou de presente um grande diamante, dado a ele por um marajá. O Sr. Henry promete, então, ofertar o diamante somente a mulher que ele amar verdadeiramente, isso, lógico, quando a encontrar.

Jemima Brown, uma jovem de dezesseis anos e de bom coração, passa a trabalhar para ele como criada. Quando o Sr. Cavell a defende das atenções indesejadas de alguns trabalhadores que prestavam serviços em sua casa, a jovem moça percebe imediatamente o quanto ele era íntegro e respeitável.

Mas foi Caroline Simpson, filha de um desses trabalhadores do Sr. Henry, quem chamou a atenção dele. Podia ser socialmente inferior, mas era bonita, sabia flertar e como usar seus encantos. Ela manipula Henry para que se case com ela, mas apenas a fiel Jemima sabe que ele fora enganado. Como ela poderia lutar contra seus sentimentos crescentes pelo Sr. Cavell, manter sua moral e permanecer no emprego, apesar do comportamento cada vez mais errático de sua patroa?

“Ninguém pode ver o futuro, mas acredito que às vezes sabemos o que nunca pode ser em nosso futuro.”

O que achei:

Terminei a leitura completamente apaixonada por ter vivenciado tudo nesse livro! O enredo é simples e a escrita da autora é de fácil compreensão. Temos uma boa gama de personagens, embora apenas três principais, mas a presença de todos eles não deixa o livro confuso. Muito pelo contrário: o enriquece ainda mais!

Acompanhamos o livro pela visão de Jemima, Henry e Caroline. O livro é escrito de duas formas: nas partes em que temos o foco na Jemima, o escrito é em primeira pessoa. Já quando acompanhamos Caroline ou Henry, o livro passa para a terceira pessoa. Gosto muito de livros nesse estilo porque não ficamos imparciais, visto que algumas cenas se repetem de personagem para personagem, o que nos garante ter uma visão diferente sobre a mesma situação.

“Vá em frente, vá embora, deixe sua mãe e vá para Londres. Espero que seja feliz lá. Mas se aceitar meu conselho, não leve muito como algo garantido. Tem um homem rico e uma vida fácil, mas tenha cuidado para não jogar tudo fora. Ele ainda poderia se cansar, sabe. Não me surpreenderia.”

A personalidade deles é muito distinta e bem trabalhada. Caroline é extremamente mimada e vaidosa, e ela busca em Henry a oportunidade de mudar de vida, sair da pobreza e viver no luxo que sempre se achou digna de ter. Já Jemima é simples, prestativa, bondosa e muito discreta. Henry, por sua vez, é um homem apaixonado, justo, calmo e igualmente bondoso. Me apaixonei demais pelos dois últimos! Ainda temos um cachorrinho na história, Sultan, que nunca é esquecido no enredo e, melhor ainda, faz toda a diferença nos melhores momentos do livro.

O ponto mais alto é a nota da autora, que infelizmente não vou revelar para não estragar a surpresa. Na verdade, esse é o tipo de livro que, quanto menos você souber sobre a história, melhor, pois assim se surpreende com os acontecimentos a cada virar de páginas.

“- Faria bem em mantê-la à sua vista, meu velho. Já disse antes que as esposas precisam ser mantidas sob controle, especialmente as bonitas com olhar de flerte como a sua.”

Trata-se de um romance histórico diferente dos romances de época escrito por autoras contemporâneas que estamos acostumados a ler. Aqui, não temos títulos para os nobres, salões de baile e toda aquela opulência e glamour que encontramos nesses títulos que mencionei. O ambiente onde se passa a história é simples, mas bem descrito, por isso não foi difícil deixar a imaginação criar o quão agradável soava a vida em Worthing. Além disso, nós temos a leve insinuação do sexo no romance entre os personagens, mas o livro não chega a ser erótico.

Algumas cenas acontecem rápido demais no início do livro e demorei um pouco para me habituar, pois os personagens parecem um pouco frios. Mas, ao longo da leitura, essa impressão foi sendo dissipada.

“Henry sentiu uma sacudida, quase dolorosa, quando percebeu que ali, na frente dele, cuidando de seu cão machucado, estava a única mulher que ele amaria de todo o coração, por toda a vida.”

A editora trabalha com e-books, logo li o livro no formato digital. A diagramação está ótima, porém encontrei alguns errinhos (que não atrapalham em nada na leitura), inclusive de revisão, mas creio que em breve eles serão corrigidos pela Leabhar Books.

Espalhei algumas quotes no post, mas também se destacam:

  • “Ela era linda, amável e gentil, firme e leal, capaz e prática. Uma mulher perfeita. Sentiu uma onda de amor por ela (…)”;
  • “Os casamentos podiam ser tão facilmente celebrados, mas eram tão difíceis, se não impossíveis, de se dissolver”;
  • “Quando a porta se fechou atrás de mim, meus joelhos quase cederam, e tudo em que consegui pensar foi no toque da mão dele na minha e no olhar em seus olhos”;
  • “Eu te amo, sempre a amarei e não haverá outra mulher para mim. Não agora ou nunca”;
  • “Seus braços me rodearam e me puxaram para perto com um desejo que pude sentir por todo corpo. E soube que tinha tomado a decisão certa, pois meu anseio por ele era tão forte quanto o dele por mim”.

NOTA: 4

E vocês, ficaram interessados? O livro está disponível em todas as plataformas digitais! Espero que vocês tenham gostado da resenha e tenham a oportunidade de lê-lo. Vale muito a pena e recomendo muito, seja pela mensagem passada ao final, pela delicadeza das relações ou pelo encantamento que causa ao leitor! ❤

Um grande beijo a todos e até a próxima!

Continue acompanhando o blog nas redes sociais:

Instagram – Facebook – Skoob – Twitter – Bloglovin’ – Canal Literamigas

Autor: Andresa Lee

30. Macapaense. Ama livros, jogos, doces, cães, Star Wars, conversas, nerdices e Netflix. Além de blogger literária no UDML, faz parte do canal Literamigas no Booktube.

4 thoughts

  1. Olha, acho que você já sabe que não sou muito chegada em romances, mas esse me deixou um pouco mais interessada, gostei da forma de narrativa intercalada e fiquei bem curiosa com esses mistérios todos que você falou. Pode ser mesmo que um dia eu leia, adorei a resenha!

    Liked by 1 person

    1. Aim, que legal, Liv! ❤ Eu gostei bastante desse livro. A nota da autora que foi a cereja do bolo, rs. Ele é bem diferente dos outros que já li e tem um fraquinho na revisão, mas creio que qdo consertarem tudo ele fique muito mais gostoso de ser lido! Feliz que vc gostou da resenha!

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s